Vizinhança Boua…

Eu moro num cortiço pombal de um prédio só. Não é exagero. São 180 apartamentos distribuídos em 15 andares. É uma aventura esse lugar. Em quartas-feiras, não se dorme antes do jogo acabar, porque é um tal “de vai curintias” que ninguém merece. As vuvuzelas foram um inferno a parte.
São pelo menos 4 porteiros, que depois de um ano e meio de casa, eu só decorei o nome de dois. Um deles acabou de pedir demissão. Só sei o nome de um.
Vou começar pelo meu cafofo. Deve ter lá seus 30 metros, a sala e o quarto são divididos por um guarda-roupa, a famosa kit net. As portas do guarda roupa não fecham. Ficam encostadas, mas se respirar perto, elas abrem. Agora me diz como não se respira perto de alguma coisa em espaço de 30m²? A janela da sala da para o corredor do andar. E eu sempre tive medo que um pervertido me espionasse dormindo. É, ainda tem essa. Durante um ano, eu dormi na sala. Eu dividia minha imensidão com uma outra menina, na verdade, ela dividia comigo. Ela chegou primeiro, como era dela o fiador, ela ficou com o quarto, eu, com a sala. E foi um ano, dormindo, comendo, transando, brigando, discutindo relacionamento, na sala. Ela saiu, eu fiquei, fiz o contrato no meu nome e subi na vida: vim pro quarto. Quero dividir com mais ninguém não, a não ser com meu namorado, que há uns seis meses eu pergunto quando vai vir morar comigo, e ele responde: logo.
Dificilmente pegamos o elevador duas vezes com a mesma pessoa. E tem cada figura. Costumo dizer que tem de coroinha a puta. E não é exagero.
Meu vizinho de porta canta mal que é uma desgraça e fuma na janela da sala (a tal que da pro corredor e é encostada com meu banheiro). Então, é comum tomar banho e sentir cheiro de cigarro ao mesmo tempo. O casal que mora no fim do corredor, tinha uma calopsita que fazia questão de me acordar, quando eu não trabalhava e tinha o suposto privilégio de acordar mais tarde, pontualmente às 9 da manha. Agora eles tiveram um filho, e segundo uma amiga que passou 10 dias em casa, chora toda tarde.
A síndica é um capítulo a parte. Cria leis e escreve em péssimo português. Grossa e adora confusão. Mas depois de tanto tempo, o caminho é não arrumar briga. A não ser quando falta água no bloco que o meu apartamento faz parte. Isso já aconteceu duas vezes: a 1ª durou dois dias, a 2ª, apenas algumas horas, porém, foi motivo de bate boca por semanas. Mas imagine só, 30 apartamento sem o menor fio de água? Outro motivo recorrente é a falta de energia única e exclusivamente no meu prédio. E eu moro no 11º andar, lembrando que são 15. Pra descer todo santo ajuda, e pra subir?
Apesar de tudo isso, gosto muito da onde eu moro. Como disse outro dia, não fosse a localização, o valor do condomínio e o encanamento antigo, que me faz sair do banho e correr pro espelho para ver se estou laranja, moraria lá o resto da minha vida. Enquanto tem todos esses inconvenientes, continuo lá até arrumar lugar bom e que caiba no meu bolso!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s