Jóias de família

Jóia 1: minha vó
Um dos melhores amigos da minha vó nos anos 80/90 era o Luís, chamado carinhosamente de Santa.
Apenas para entendimento dessa história, é preciso falar que o Luís era gay e chamava minha vó de Ne (abreviação de Neusa).

Ambientação
Sentados no sofá da sala, assistindo uma novela, num sábado a noite. Minha vó cutucava o nariz com o dedo – limpava o salão.

Luís: vai ter festa, Ne?
Minha vó: vai. Mas puta e bicha não entram.

Jóia 2: minha mãe
Até eu entrar no ensino médio, minha
mãe não trabalhava, então
almoçávamos todos os dias em casa, juntas.

Ambientação
Após um almoço num dia de semana normal, eu tinha lá meus 12, 13 anos. Minha mãe levanta e vai pra pia.

Minha mãe: Ca (sou eu!), passa os pratos pra mim lavar?!
Eu: mãe, não é pra MIM lavar, é pra EU lavar!!!!
Minha mãe: obrigada.
E saiu da pia para EU lavar.

Com isso, ao se perguntarem de onde vem o meu sarcasmo, ironia, grosseria e resposta pra tudo, saibam que é de família!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s